Opinião

Olhar desde as “Portas do Sol” – a desigualdade existente entre hemisfério Norte e Sul

A última quinzena foi repleta de assuntos de interesse elevado, mas ao mesmo tempo de temas que sendo fracturantes ninguém fala deles abertamente ou de forma aprofundada!

O incêndio na Catedral de Notre Dame, o monumento mais visitado de Paris, da época medieval, com reconstrução no século XIX, ardeu, parcialmente num espectáculo de horror que as televisões por todo o mundo fizeram questão de mostrar! Realmente, como diria o outro, é chato!! Perde-se património de elevado valor, perde a França uma receita importante advinda do Turismo… 

… mas esperem!! nem tudo está perdido! De imediato apareceram os beneméritos milionários (famílias e empresas) a doar largos milhões de euros para a reconstrução de uma Igreja… pronto, Catedral!

“A família herdeira do grupo L’Oréal, Bettencourt-Meyers, e a multinacional francesa de cosmética anunciaram uma doação de 200 milhões de euros, montante que se junta aos 200 milhões de euros anunciados pela família Arnaulte pelo grupo do segmento de luxo LVMH, que detém marcas como a Louis Vuitton, a Dior, a Bvlgari e a Marc Jacobs.
O grupo petrolífero Total e a família Pinault, dona do grupo de luxo Kering, o segundo grupo mundial no setor do luxo e que detém marcas como a Gucci, a Yves Saint Laurent e a Boucheron, também anunciaram uma doação de 100 milhões de euros”… in Eco.sapo.pt 

Fala-se que os donativos já rondam os 1000 milhões de Euros. 

Entretanto, em Moçambique, envidam-se esforços para tentar amenizar todo o verdadeiro drama e horror causado pelo Idai, sem que tenha havido o menor interesse em contribuir a sério para o recuperar de um País como Moçambique! 

Leva-me a pensar (e reconfirmar) que realmente a desigualdade existente entre hemisfério Norte e Sul, e entre países ditos desenvolvidos e em desenvolvimento é, sem sombra de dúvida, uma maquinação político económica que não convém (por algum motivo) desfazer ou amenizar! A Humanidade não parece mesmo interessada no Planeta nem sequer em si mesma, pelo que caminhamos alegremente em direcção às Trevas, sem valores ou crença! 

Resta esperar que reconstruam a Catedral com material de baixa combustão!

Nuno Petinga

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close