Salvaterra de Magos

Nossa Senhora dos Avieiros e do Tejo chega ao cais de Salvaterra

VII Cruzeiro Religioso e Cultural do Tejo e I Cruzeiro Ibérico do Tejo do Rosmaninhal a Oeiras

Os barcos avieiros e outras embarcações que integram o VII Cruzeiro Religioso e Cultural do Tejo e I Cruzeiro Ibérico deixaram o Porto da Palha há instantes e deslocam-se para o Cais de Salvaterra, onde devem chegar por volta do meio dia.

A Associação Confraria Ibérica do Tejo no âmbito da sua atividade cultural, vai realizar o VII Cruzeiro Religioso e Cultural do Tejo \ I Cruzeiro Ibérico do Tejo.

Tendo este ano o início no dia 25 de maio no Rosmaninhal, em Portugal, e em Espanha em Santiago de Alcântara e o seu final no dia 23 de junho na Marina de Oeiras.

É uma peregrinação fluvial de carácter religioso e cultural e que irá percorrer o Tejo, num percurso de mais de 250 km que será percorrido sempre pelo rio. Terá 15 etapas e perto de 60 paragens.

O núcleo central do Cruzeiro será constituído por três bateiras, tendo uma perto de 100 anos e outra mais de 70 anos. Estes são barcos tradicionais dos pescadores avieiros e que foram eternizados por Alves Redol no seu livro “Os Avieiros”.

O Cruzeiro tem diversos objetivos, sendo um deles “celebrar e lembrar a memoria do Tejo quando era um espaço a fervilhar de atividade e a verdadeira autoestrada para o transporte de mercadorias e de pessoas. Que ao longo do tempo foi perdendo a sua importância e atividade no transporte de bens e pessoas. Em Vila Velha de Ródão terá acabado com a chegada do comboio no final do sec. XIX e em Abrantes terá acabado em 1944 com a chegada da camioneta. Ficaram as comunidades piscatórias ao longo de todo o rio e que ainda hoje mantêm as suas atividades de pesca”.

A padroeira dos Avieiros já esteve no Escaroupim no sábado ao final do dia
Foto: José Peixe – D.R

Em virtude das dificuldades e dos perigos da navegação fluvial todas estas comunidades sempre tiveram um grande fervor religioso. É na sequência de um conjunto de estudos realizados pelo Instituto Politécnico de Santarém sobre os Avieiros e em conjunto com a Igreja Católica que nasce a Nossa Senhora dos Avieiros e do Tejo, em honra de quem é realizado o Cruzeiro Religioso e Cultural do Tejo. A imagem da Nossa Senhora do Avieiros e do Tejo foi consagrada na catedral de Santarém, pelo bispo de Santarém e foi corada em Vila Velha de Ródão pelo bispo de Portalegre.

O Cruzeiro está também envolvido na candidatura da Cultura Avieira a Património Mundial.
O VII Cruzeiro Religioso e Cultural do Tejo \ I Cruzeiro Ibérico do Tejo conta com o apoio de perto de 160 entidades ao longo do Tejo, entre elas Câmaras, Juntas de Freguesia e Paróquias.

 

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close