ReportagemSalvaterra de Magos

Presidente Helder Esménio está cada vez mais embaraçado com os apoios que concedeu ao Clube de Pesca da Glória

Hoje, pela 14:30, está agendada uma reunião ordinária pública da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos que terá lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho. No passado dia 5 de Junho o vereador do Bloco de Esquerda, Luís Gomes, com base numa reportagem que o “Ribatejo News” publicou sobre o Clube Amador de Pesca de Glória do Ribatejo, quis saber junto do presidente da Câmara Municipal, todos os contornos dos apoios concedidos pelo município a uma associação que tem vindo a ser contestada por muitos sócios que já pediram a demissão do actual presidente desta colectividade. Muitos optaram por se demitir e já estão a fazer um novo clube de pesca na Várzea Fresca.

Nessa reunião o presidente Hélder Esménio confirmou que tinha prestado declarações ao “Ribatejo News” e que na reunião de hoje demonstraria ao vereador Luís Gomes quais os apoios que foram dados pela Câmara Municipal de Salvaterra ao Clube Amador de Pesca. Contabilizando as horas de trabalho efectuadas por trabalhadores camarários, materiais, transportes, etc…

Só que Hélder Esménio e o vereador Noel Caneira tomaram consciência da gravidade dos problemas, uma vez que aquele espaço foi comprado pelo actual tesoureiro da colectividade (ou seja é propriedade privada!) e na reunião desta tarde, propõem um aditamento ao protocolo de cooperação entre o município de Salvaterra de Magos e o Clube Amador de Pesca da Glória do Ribatejo para ratificação.

Mas o vereador Luís Gomes, em declarações ao “Ribatejo News” disse que vai votar contra essa ratificação protocolar e explica porquê: «O Bloco de Esquerda tem consciência que estes apoios protocolares com o Clube Amador de Pesca da Glória não são tão claros e transparentes como o presidente Hélder Esménio quer fazer passar junto da opinião pública e por isso mesmo, votarei contra esse aditamento proposto».

O vereador do Bloco de Esquerda (BE), Luís Gomes promete votar contra ao aditamento protocolar proposto por Hélder Esménio na reunião de Câmara agendada para daqui a uma hora e meia
Foto: D.R

«O senhor presidente Hélder Esménio tem consciência que este processo pode trazer-lhe muitos problemas e por isso mesmo decidiu fazer este aditamento protocolar para ser ratificado na reunião. Mas não conte com o voto do BE para isso. Conhecemos muito bem a lei e temos consciência do que poderá acontecer!”, afirmou ao “Ribatejo News” o vereador bloquista Luís Gomes.

Um sócio do Clube Amador de Pesca indignado por tudo o que se tem passado com a colectividade e especialmente com a postura autocrática do presidente Custódio Dias Nunes Gomes, confirmou ao “Ribatejo News” que “já não se marcam Assembleias Gerais no Clube de Pesca há mais de um ano. É uma vergonha!”.

«E se houver alguma acta assinada ela é falsa e as assinaturas também! Os estatutos do próprio Clube de Pesca não estão a ser respeitados e quem manda na colectividade é o presidente e o tesoureiro», confirmou esse mesmo associado que pediu para não ser identificado, uma vez que teme algumas represálias por parte do tesoureiro Silvestre Nunes Caneira, que é o proprietário do terreno onde foi reconstruída a nova sede desta associação de pesca.

Aliás, na página do Bloco de Esquerda (BE) de Salvaterra de Magos fala-se de muitas trapalhadas por explicar. E a reunião desta tarde promete alguns arrufos políticos, uma vez que os apoios prestados pela Câmara Municipal ao Clube Amador de Pesca configura o crime de peculato. E o presidente Hélder Esménio está consciente dessa matéria.

Esperteza saloia ou malandrice premeditada

Na realidade o tesoureiro do Clube Amador de Pesca da Glória e o presidente desta colectividade devem pensar que todos nós somos “lorpas”. Mas não somos, especialmente quem se dedica ao jornalismo de investigação há muitos anos.

Só que os actos cometidos falam por eles mesmos como vamos comprovar já de seguida:

1 – Conseguem-se todos os apoios financeiros e materiais por parte da Câmara Municipal para reconstruir a sede do Clube Amador de Pesca;

2 – Depois no dia 19 de Outubro de 2018 o tesoureiro do Clube Amador de Pesca, Silvestre Nunes Caneira, compra o imóvel e regista o mesmo em seu nome;

3 – E no dia 1 de Novembro de 2018, o próprio tesoureiro e proprietário do imóvel do Clube Amador de Pesca celebra um contrato de arrendamento com a própria colectividade, válido por um ano, “abdicando do do pagamento da renda mensal com o valor de 60 Euros” ao segundo outorgante que é ele mesmo e o presidente da colectividade. Pudera! Era só o que faltava.

O presidente Custódio Nunes Gomes e o tesoureiro Silvestre Nunes Caneira no dia da inauguração da nova sede do Clube Amador de Pescadores da Glória
Foto: D.R

Como é que o presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos se deixou cair nesta história mal contada. Como é que se atreve a dar ao parabéns à colectividade na sua página do Facebook e publicar algumas fotografias da inauguração da sede, no dia 2 de Junho.

Hélder Esménio deve ter consciência que estes apoios configuram o crime de peculado. E para se livrar de um processo que poderá manchar todo o seu mandato, só tem uma alternativa, pedir para que o Clube Amador de Pesca da Glória devolva todos os apoios que o município lhes forneceu, inclusive as horas gastas em mão de obra, custos de transportes e dos materiais que foram utilizados na reconstrução da nova sede.

Quanto ao presidente do Clube Amador de Pesca e o respectivo só lhes resta o seguinte: apresentarem a sua demissão da colectividade, porque a partir do momento em que o Ministério Público entrar em cena e a própria Procuradoria Geral da República, talvez possam a vir a ser condenados pelos actos menos claros que têm praticado.

Segundo o “Ribatejo News” conseguiu apurar, alguns sócios que já apresentaram a demissão da colectividade tencionam apresentar queixa ao Ministério Público e a outras entidades oficiais, no sentido de se fazer uma inspecção a todo este processo.

E atendendo às ameaças que temos recebido nas últimas semanas, nós também equacionamos a hipótese de apresentar uma queixa no Ministério Público e na Alta Autoridade para a Comunicação Social.

Reportagem: José Peixe

Mostrar mais

Related Articles

Comentários

  1. E no rancho das janeiras.na Glória do Ribatejo a Câmara Municipal de Salvaterra também andou a gastar dinheiro dos contribuintes. Porque o terreno e de um privado .a por um telhado novo e obras no interior do barracão

    1. Prezado Paulo Costa agradeço o seu comentário. A maioria das pessoas têm receio de fazer comentários. E também lhe agradeço o facto de ter recordado os dinheiros públicos que foram gastos no pavilhão do Rancho Folclórico das Janeiras que afinal está no terreno privado. E fora todos os contornos que tiveram essas obras. Estamos atentos a esta matéria e andamos a investigar. Ma como deve perceber o Jornalismo de Investigação é demorado. Um Abraço e com leitores destemidos como você que este projecto vai ganhando corpo e alma. Muito Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close