ActualidadePolítica

António Costa avisa os motoristas: “A violação da requisição civil constitui um crime de desobediência”

Segundo o jornal “Público”, o Primeiro-ministro considera que serviços mínimos não põem em causa direito à greve. “Haverá um conselho de ministros electrónico pronto para aprovar requisição civil, se for preciso”, avisou António Costa.

Só se os serviços mínimos não estiverem a ser assegurados, durante a greve dos motoristas de mercadorias e de matérias perigosas, é que o Governo partirá para a requisição civil. A garantia foi deixada neste domingo pelo primeiro-ministro António Costa que, ainda assim, não deixou de avisar: “A violação da requisição civil constitui um crime de desobediência.

Haverá, aliás, um conselho de ministros electrónico para aprovar a requisição civil, se for preciso e à hora que for preciso. “Desejo que tudo corra pelo melhor, mas temos de estar preparados para o pior”, insistiu Costa, em declarações aos jornalistas. O governante considera ainda que os serviços mínimos decretados pelo Governo, e considerados robustos pelo próprio executivo, não põem em causa o direito, constitucionalmente consagrado, à greve.

Fonte: Jornal “Público”

 

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close